Você está aqui
Home > Cidadania > Euclides: Em evento sobre pessoas com deficiência, cadeirantes são barrados na inacessibilidade do espaço

Euclides: Em evento sobre pessoas com deficiência, cadeirantes são barrados na inacessibilidade do espaço

Sem rampas de acesso e elevador sem funcionar, Franklin (foto) ficou de fora da discussão.

De 21 a 28 de agosto de 2017 acontece em todo o país a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Em Euclides da Cunha, a APAE (Associação de Pais e Amigos de Excepcionais) local organizou um evento nesta segunda-feira (21) na Casa da Cultura para discutir o assunto e cujo tema trazia em destaque a “pessoa com deficiência: direitos, necessidades e realizações”.

O encontro aconteceu, porém um detalhe importante, digamos assim, pautou a fala de quase todos os convidados: o cadeirante e morador da cidade, Franklin Rehem, foi impossibilitado de se dirigir até o auditório onde aconteceu o evento porque no local não existe rampa de acesso ao primeiro andar e o elevador não estava funcionando. “É o cúmulo do absurdo. Se sabiam que não estava funcionando, por que não colocaram em outro espaço, no auditório da Câmara de Vereadores, por exemplo”, questionou o rapaz em entrevista para o site Resenha Local.

Outro cadeirante e que compõe o quadro de alunos da APAE Euclides da Cunha só conseguiu ter acesso ao evento porque foi carregado no colo para romper os 24 degraus existentes no local, os mesmos que obrigaram Franklin a permanecer imobilizado no andar de baixo, sem acesso às discussões que, para ele, eram muito importantes. O diretor da Casa da Cultura, Jean Fabrício, lamentou o ocorrido, pediu desculpas publicamente e informou que problemas na rede elétrica comprometeram o funcionamento do elevador.

“Há muitas barreiras ainda que precisam ser vencidas. A nossa cultura é excludente”, Marcelo Cerqueira, promotor de Justiça.

Ao mencionar o episódio em sua fala durante o encontro, o promotor de Justiça, Marcelo Cerqueira César, lembrou que as instituições públicas não estão preparadas para receber as pessoas com deficiência, e citou a própria sede do Ministério Público da cidade como exemplo. “Há muitas barreiras ainda que precisam ser vencidas, e elas não são apenas físicas. A nossa cultura é excludente”, apontou o promotor.

A política de inclusão de pessoas com deficiência no âmbito educacional foi um dos assuntos mais discutidos no encontro, que contou com a presença de representantes do poder público municipal, professores, representantes da APAE local, Ministério Público e do conhecido Cláudio Vieira, de Monte Santo, que convive há mais de 40 anos com uma doença rara.

Resenha Local

Confira abaixo programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla em Euclides da Cunha.

Terça – 22/agosto

Palestra “A importância da interação familiar no desenvolvimento da pessoa com deficiência”
08h30 às 11h30
Auditório da Praça CÉU – Urbis
Palestrante: NASF

Oficina de Fazeres

Praça CÉU – Urbis
Atividades simultâneas de grupos envolvendo alunos e famílias em torno dos temas dos processos de aprendizagem desenvolvidos em sala de aula.
Voltado para todos os públicos

Quarta – 23/agosto

Dia da Cidadania
Integrantes do Centro Zilda e APAE
8h às 12h
Praça Duque de Caxias
Ações: aferição de pressão, teste glicêmico, cabeleireiro etc.

Quinta – 24/agosto

 Oficinas temáticas
8h30 às 12h
Praça CÉU – Urbis

Sexta – 25/agosto

Encerramento
Passeio com excepcionais e familiares, integrantes do Centro Zilda e APAE.

 

One thought on “Euclides: Em evento sobre pessoas com deficiência, cadeirantes são barrados na inacessibilidade do espaço

Deixe uma resposta

Top