Você está aqui
Home > Arte e Cultura > And the troféu goes to… Confira vencedores da Mostra Euclidense de Teatro Ano IV

And the troféu goes to… Confira vencedores da Mostra Euclidense de Teatro Ano IV

Com o perdão do trocadilho, o entusiasmo dos atores e diretores durante a cerimônia de premiação da Mostra Euclidense de Teatro Ano IV foi um espetáculo. O evento, que aconteceu de 23 a 27 de agosto, homenageou a atriz euclidense Fátima Maria (Troféu Fátima Maria – In memoriam) e celebrou os 20 anos da Farrapos Cia de Teatro.

Grupo de Quijingue, Algodões em Cena,  ganhou em cinco das oito categorias da mostra

Durante a noite de premiação, realizada neste domingo (27) no auditório do Educandário Oliveira Brito, houve a reapresentação do espetáculo Álbum de Família (Farrapos) e apresentações culturais realizadas pelo grupo de dança Afro Senzala, de Euclides da Cunha, além de muita música.

Na premiação, destaque para o Grupo Algodões em Cena, de Quijingue, que venceu em nada mais nada menos que cinco das oito categorias, incluindo a de melhor espetáculo, um feito digno para deixar com inveja o tapete vermelho de Hollywood.

Para o coordenador de teatro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), Wanderley Meira, a mostra apresentou com fidelidade a vasta produção artística que existe no estado. “Isso é uma pequena parcela do que a gente pode fazer, porque a Bahia é muito maior que Salvador, a Bahia tem uma diversidade muito grande. A gente tem que conseguir abrir os olhos para ver a dimensão cultural que a gente tem, que é tão grande, tão bonita. A minha avaliação é super positiva”, disse ao Resenha Local.

Quem também fez uma avaliação positiva foi o diretor de Cultura do município, Jean Fabrício (Bolinha). Segundo ele, o grande diferencial desta mostra foi a diversidade de grupos. “Este ano nós tivemos dez grupos inscritos, oito grupos selecionados, ampliamos para mais um dia, porque a mostra está crescendo, além dos estilos, do drama, da comédia, dos monólogos. Não há melhores nem piores, mas todos são vencedores. O importante é participar porque nós estamos aqui em uma celebração artística, valorizando a arte do sertão”, explicou.

Premiado como melhor ator, Israel Santana (Cia Teatral Saída de Emergência) se emocionou no palco e postou uma mensagem em sua rede social falando sobre o reconhecimento. “Eu perdi noites, perdi cabelo e por um momento cheguei a perder as esperanças. Mas uma galerinha mostrou que desistir é para os fracos. Com pouco investimento e pouco tempo, demos vida ao Cordel do Amor sem Fim”, montagem indicada a melhor figurino, melhor trilha sonora e melhor espetáculo.

Bolinha (esq), Wanderley (dir) e elenco da Cia Teatral Farrapos

Questionado se haverá alguma novidade para a próxima edição, Bolinha antecipou para o Resenha Local que está estudando a possibilidade de uma mostra regional, mais longa e que reúna mais espetáculos. Segundo Wanderley, a expectativa é que a FUNCEB possa garantir o apoio para a realização de um evento mais abrangente.

Resenha Local

Confira quem levou a melhor em cada categoria.

Relevância social
Tendinha Cultural

Trilha sonora
Grupo Algodões em Cena

Melhor texto original
Cia Teatral Oxente
Espetáculo A garota e o pássaro

Melhor figurino
Grupo Algodões em Cena

Melhor ator
Israel Santana (Cia Teatral Saída de Emergência)

Melhor diretor
Alfredo Junior (Grupo Algodões em Cena )

Melhor atriz
Keila Mayne (Grupo Algodões em Cena)

Melhor espetáculo
O Casamento de Maria Flor (Grupo Algodões em Cena)

 

 

 

Deixe uma resposta

Top